Author Archives: Luciana Leite

Como é fazer psicoterapia com um Gestalt-terapeuta?

Um dos diferenciais da Gestalt-terapia consiste na preocupação não apenas com os processos patológicos, diagnosticar e justificar transtornos; mas, principalmente, com os processos saudáveis de crescimento e desenvolvimento humanos, que beneficie o funcionamento do Ser. Com essa intenção, chegou-se às seguintes propostas, a da Auto- regulação Organísmica, ou seja, a partir dela mesma, a pessoa

Clique Aqui

Presentificação

O momento presente abrange entre 1 e 10 segundos, com uma duração média de 3 a 4. Em condições especiais, podem ser contínuos e durarem mais de 10s, como em estados meditativos, ou num processo musical, onde temos vários momentos presentes aglomerados. Consiste na experiência sentida do que acontece durante um breve período de consciência.

Clique Aqui

Vantagens da Psicoterapia de Grupo

A psicoterapia de grupo costuma ser um processo mais rápido do que a psicoterapia individual, além do custo financeiro ser menor, viabilizando o acesso para um número maior de pessoas. Em contrapartida, é uma modalidade de atendimento bastante rica, oferece oportunidades valiosas para ampliar o autoconhecimento, o crescimento pessoal e a assertividade nas relações. A

Clique Aqui

O Aqui e Agora

Viver o Aqui e Agora não consiste em viver irresponsavelmente, como interpretado erroneamente por alguns. O Aqui e Agora nos posiciona no espaço disponível e no tempo real, que se localizam no presente, mas acolhendo o que do passado ainda se presentifica e as possibilidades futuras decorridas. Afinal, somos seres históricos e é no Aqui

Clique Aqui

Emoções Negativas Influem no Consumo de Alimento Energético

Problemas comuns do cotidiano como questões financeiras, discussões com o cônjuge, traição, preocupações com os filhos e até morte na família e violência doméstica, levam a emoções negativas como angustia, tristeza, ansiedade e, mais que isso, podem levar mulheres a aumentarem significativamente a ingestão de alimentos energéticos. Esse é o principal resultado de uma pesquisa do

Clique Aqui

O Que Eu Faço Com A Minha Raiva?

Uma das emoções que provavelmente nunca nos ensinaram a compreender e com a qual nunca aprendemos a lidar é a raiva. Ela é capaz de nos controlar e nos inundar de ansiedade e muita culpa doentia. Tendemos, portando, a encará-la de modo negativo, e tentamos evita-la ou bloqueá-la a todo custo. Enquanto fazemos isso, permanecemos

Clique Aqui

A Fofoca Humana

O psicoterapeuta José Ângelo Gaiarsa aponta, como o principal fator que modela a vida das pessoas, o medo de ser fofocado. Discorre sobre a atuação da fofoca como forma de coerção social nessa relação indivíduo versus sociedade. “O medo de ser falado – fofocado – é com certeza o mais frequente motivo de supressão de

Clique Aqui

Terrorismo Íntimo

A ansiedade no amor é uma das maiores causas de tornar a nossa intimidade altamente contaminada pela preocupação com o poder. O poder assume um papel tão importante quanto o amor na união de duas pessoas, ele frequentemente se mascara como amor na nossa cultura. A confusão entre amor e poder pode ser nociva aos

Clique Aqui